Post patrocinado: óculos divertidos

Comenta aqui!
Cês lembram que há mais ou menos um mês eu fiz um post sobre óculos de grau?

Pois eu e a Signus (que fabrica a marca Jean Pierre) recebemos tantos feedbacks legais de meninas que usam óculos e ficaram felizes de ver o assunto por aqui que resolvemos continuar postando. Tudo pra continuar mostrando como óculos de grau podem ser estilosos e gostosos de usar.

E se no último post a gente conseguiu montar um look bem do chique, todo monocromático e cheio de texturas, hoje é dia de mostrar que looks divertidos também tem tudo a ver com óculos de grau.

Eu sei, quando a gente pensa em óculos de grau, pensa logo num look mais serinho. Mas looks divertidos também podem combinar direitinho com o modelo de óculos certo.

Tipo hoje, que eu resolvi combinar a minha calça-xuxu-70s preferida, com a minha camiseta-Kate-Moss-Sexy-Playboy também preferida. Diversão purinha. Como tá friozinho, resolvi adicionar um trenchcoat só pra me prevenir. E, como tava tudo azul, resolvi que uns acessórios marrons iam cair bem e dar um contraste charmoso.


Dito tudo isso, aí entram os óculos. Se o do post anterior era gatinho pra combinar com o chiquê do look, o de hoje é bicolor: azul claro na parte interna e tartaruga na parte de fora. O modelo é super casual, mais arredondado. Colorido, redondinho e perfeito pra um look divertido e descontraído.


Mais um look que encontrou seus óculos. Tá vendo? Não importa o seu estilo (ou estilos, por que não?), tem um modelo de oclinhos feito pra ele.


Créditos:

Calça: H&M
Camiseta: Marc by Marc Jacobs
Trenchcoat: Maria Bonita Extra
Cinto: H&M
Sapatos: Zara
Bolsa: Marc by Marc Jacobs
Óculos: Jean Pierre (disponível em óticas ao redor do Brasil)

Post patrocinado: misturando o básico

Comenta aqui!
A essa altura do campeonato, vocês já deve estar carecas de saber que eu A-DO-RO uma mistureba. High com low, caro com barato, sério com sexy, brilhoso com discreto. Se dá pra misturar, eu misturo e se não dá, eu tento mesmo assim. E hoje foi dia de mostrar que misturar é coisa boa demais mesmo.

Vamo começar assim, um exercício: pensa numa camiseta pólo. Pensou? Ok, eu te ajudo: preta, malha molinha, golinha pólo com três botões, ajustadinha no corpo. Pronto, visualizou, né? Agora pensa o que você combinaria com ela. Uma calça jeans talvez. Um shortinho ou uma saia pra ficar com aquele clima meio tenista. Uma calça social, afinal pólo é uma camiseta só que mais serinha, né? Pode falar! O UASZ é que nem aqueles testes que fazem com criancinha: não tem certo ou errado.

Mas a verdade é que uma camisa pólo, pretinha, básica, confortável e delícia de usar pode tão mais do que isso. Vamo fazer um outro exercício. Agora você tem que pensar numa peça com a qual você NÃO combinaria a pólo em questão. Hummmm... Uma roupa de festa! Pode ser? Acho que não combina mesmo, né? Pólinho preta, manga curta, com roupa de festa? Melhor não né?

Então peraí.


Pólo preta + saia chique de doer (aquela mesma que eu falei que usaria se fosse no Baile do Met, lembram?). É tanta mistura que eu nem sei por onde começar. A saia é chiquê puro, a pólo é básico puro. A saia é colorida e bem chamativa, a pólo é preta e bem discretinha. A saia é ampla, a pólo justinha. E por tudo isso, todos esses contrastes, talvez elas sejam o par perfeito.

Eu confesso, fiquei super apaixonada pela combinação. E não, hoje não saí assim (simplesmente porque não tinha uma ocasião à altura). O post é só pra mostrar como uma peça básica, dessas que você usa pra todo lugar, pode ser usada pra todas as ocasiões MESMO, inclusive as mais arrumadinhas. Lógico, precisa cair bem, ter um tecido de qualidade (essa que eu usei é da Basico.com e eu posso assegurar a qualidade da bichinha porque tenho várias). Mas, dito isso, dá pra combinar com tudo.


Então me conta, com o que você combina o seu básico?

Créditos:

Camisa pólo: Básico.com
Saia: Alice & Olivia
Óculos: ZeroUV
Batom: Raspberry da Nº7

A primeira (de muitas) visitas a Yosemite

Comenta aqui!
Eu sei que eu falei que ia postar ontem sobre Yosemite, então já vou começar me desculpando pelo atraso. A verdade é que é difícil colocar esse lugar em palavras.

Cês sabem que eu adoro viajar. E sempre que posso eu dou uma fugida pra conhecer um lugar novo. Quando a gente decidiu vir morar aqui em São Francisco, um dos motivos que fez com que a gente ficasse bem animado foi o fato da cidade estar rodeada de lugares legais pra visitar.

Mas a verdade é que, de todos os lugares aqui pertinho, Yosemite tava bem no topo da nossa lista. Sabe aquele lugar que todo mundo que já foi fala que você TEM QUE IR? Pois é. Agora que eu já fui posso reforçar o coro: TEM QUE IR MESMO.

O Yosemite National Park fica pertinho de São Francisco. Pouco mais de 4 horas de carro entrando por Buck Meadows (acaba sendo o caminho mais curto vindo de SanFran). Como o parque é muito grande, aproveitamos que segunda-feira era feriado aqui nos States pra passar três dias (ao invés de só dois) e conseguir explorar um pouco mais.

Eu nem ouso tentar falar tudinho que tem pra fazer por lá porque é muita coisa mesmo, mas posso começar dando exatamente essa dica: se você for ficar só três ou quatro dias por lá, já vá fazendo as pazes com o fato de que não vai dar pra ver tudo. Sim, você terá que fazer escolhas. Como eu falei, o parque é enorme e cheio de lindezas. O lado bom é que, não importa que decisões você tome, todas elas serão certeiras e, com certeza você vai se apaixonar por esse lugar.

Bem, dito isso, nesse post eu vou me ater às nossas decisões, as nossas escolhas do que ver nesse lugar tão lindo e imenso. Vamos a eles:

1. Sequóias
São aquelas árvores gigantes que vivem até 3 mil anos, sabe? Pois bem. Yosemite tem três lugares onde você pode dar de cara com sequóias. Abraçar, tirar foto ou simplesmente admirar boquiaberto como aquele ser vivo de 3 mil anos é impressionante. Nós fomos em dois: Merced Grove e Tuolumne Grove. Uma do ladinho da outra. Ambas de super fácil acesso, trilhas tranquilas com descidas e subidas leves. Ainda tem a Mariposa Grove, que é a maior reserva de Sequoias do parque, mas fica um pouco mais afastada e não conseguimos ir.

2. Tunnel View
Uma das vistas mais maravilhosas do parque e olha que isso quer dizer bastante. O parque é bem servido de estradas, dá pra passear pra praticamente todos os lados de carro e ir parando ao longo do caminho toda vez que uma vista bonita aparecer. Mas Tunnel View, uma parada entre dois túneis no meio das montanhas, tem uma vista espetacular do vale, com direito a cachoeiras ao fundo, e rios correndo lá embaixo.

3. Bridalveil Fall
Eu sou dessas pessoas fascinadas por cachoeiras. Acho uma das coisas mais lindas de se ver. Bem, se você é como eu vai surtar em Yosemite. É cachoeira que não acaba mais. Como a área toda fica nevada é cheia de montanhas que ficam nevadas no inverno, chega o verão, a neve e o gelo derretem e a água vem correndo de lá de cima. Eu não vou falar que a Bridalveil é a mais linda simplesmente porque não fui em todas. O que posso dizer é que ela é absolutamente linda e super fácil de chegar (a trilha é tão tranquila que um monte de gente vai com crianças).

4. Hetch Hetchy
Fica um pouco fora da parte mais turística do parque (Yosemite Valley), mas vale cada minuto que se passa a mais no carro pra chegar lá. Hetch Hetchy é uma represa. Lado de um lado. Rio do outro. Belezura e cachoeiras por todos os lados. Chegando lá tem várias trilhas que dá pra fazer. A gente fez uma relativamente leve, até Wapama Falls, mais uma cachoeira dessas de tirar o fôlego.

5. Stanislaus National Forrest
Boa parte da galera que vai fica só no Yosemite (afinal ele é gigante). Mas ali do lado, norte de Yosemite, fica a menos famosa mas não menos linda Stanislaus National Forest. Como a gente ficou numa cidade pertinho desse outro parque, no último dia, a gente se aventurou por lá. E valeu super a pena. Fomos em dois lugares e eu recomendo ambos: a Donnel Vista (um mirante com vista linda de Sierra Nevada) e o Columns of the Giants (uma formação geológica de colunas naturais super impressionante).


Bem, foi isso que conseguimos em três dias. E eu já tô doida pra voltar. Pra quem ainda não foi, aproveito o post pra deixar algumas dicas:

- a melhor coisa é se hospedar dentro do parque. Tem algumas opções de hotéis dentro da reserva (pra vários níveis de bolsos).  Isso economiza MUITO tempo! Como as opções de hospedagem lá dentro são restritas, o ideal é reservar com antecedência (especialmente se você for na alta estação). Dá pra reservar aqui.

- ir de carro facilita muito porque os lugares pra ir são longe uns dos outros. Mas, se você está indo pela primeira vez, dá pra focar no Yosemite Valley e aproveitar o serviço de shuttle que eles tem que fica rodando por essa parte mais turística.

- levar comida e água pro dia todo é importantíssimo. Apesar do parque ter uma boa infra, você não vai encontrar um restaurante lá no meio do mato pra almoçar. Por isso, leve comida e água pro dia todo (mais até do que você imagina que vai precisar - andar pra cima e pra baixo dá uma fome danada!).

- checar a previsão do tempo antes de ir é essencial. As temperaturas podem variar muito na região. De neve no outono, inverno e até mesmo na primavera, até chuvas e calor em outras épocas do ano. Como você provavelmente vai passar o dia todo ao ar livre, é importante saber o clima, temperatura e possibilidade de chuva pra levar roupa adequada.



Bem, falando em roupa, vou aproveitar pra mostrar a minha. No dia antes de viajar, a gente baixou lá na Sports Basement, uma loja gigando de produtos esportivos aqui do lado de casa. A ideia era se equipar: comprar um tênis apropriado pra andar longas distâncias e roupas quentinhas o suficiente pra gente não passar frio. Aqui embaixo, alguns ítens importantes de se levar na mala se você está planejando uma ida a Yosemite:

- tênis de hiking bem confortável e à prova d'água;
- casaco e calça leves à prova d'água (mesmo se não chover, muitas caminhadas passam por cachoeiras que deixam tudo super úmido);
- um casaco quentinho e uma calça quentinha (mesmo que seja pra botar só no fim do dia)
- óculos escuros;
- mochila à prova d'água.


Pronto! Já comprou as passagens? Se tiver se empolgado, me chama que eu vou junto! Já tô aqui doida pra voltar!

Créditos:

Casaco: The North Face
Óculos: Zero UV

Achadões da semana: especial casacos

Comenta aqui!
Vamo começar o post pedindo desculpas pelo meu sumiço no fim de semana e ontem.

Como eu falei no post de sexta, eu e o maridón fomos passar o final de semana lá no Yosemite Park (aqui pertinho de San Fran). O final de semana foi xuxu, maravilhoso, lindo demais e eu tô apaixonada pelo lugar, poréeeeem, acesso a internet é coisa rara de se ver por lá.

Por isso e somente por isso, o blog ficou parado durante esses três dias. Ontem foi feriado aqui nos EUA (Memorial Day) e a gente aproveitou pra ficar mais um diazinho por lá (por isso a ausência na segunda-feira). Voltamos ontem no fim da tarde, mas confesso que estava igual à Juliana: desmaiada de cansaço e sem condições físicas ou psicológicas de postar. 

Maaaaas a boa notícia é que estou de volta! Cheia de ar puro nos pulmões e muita energia pra começar a semana. E, seguindo a mais nova tradição do UASZ, começamos os trabalhos com os Achadões da Semana.  

Como eu sei que tá ficando frio por aí (e aqui o ventinho nunca pára de soprar), hoje o Achadões é dedicado a casacos! Então, você que tá se preparando pro inverno (ou já tá sentindo o friozinho do fim do dia bater), ou mora num lugar quente mas está planejando umas férias num lugar mais fresquinho, toma aqui umas opções que eu gostei bem.

Eu adoro bomber jackets. Primeiro porque elas são super confortáveis, segundo porque elas tem essa pegada meio esportiva que eu adoro colocar nos looks e terceiro porque você consegue encontrar bombers numa variedade enorme de estampas (ou seja, vai ter uma, em algum lugar que vai ser a sua cara). Eu gostei especialmente dessa, dessa e dessa, todas da Romwe (e sim, eles entregam no Brasil).


Falando em conforto quentinho, tem coisa mais confortável do que esses vestidos-moleton da AMP? Basta jogar por cima de uma meia grossa e o look charmoso invernal tá pronto. Gostei desse e desse (que tá com preço bem mais camarada).


Tem coisa melhor do que um tricôzinho gostoso? Eu AMEI esse com desenho de panda da FashFinds. Perfeito pra dar aquele toque de humor num look mais serinho com calça social ou saia lápis preta.


Esse casaco da Marisa com estampa de corações é um pouco mais quentinho e tem esse ar romântico moderninho super charmoso. Ah! e tem com fundo azul (da foto) e preto também.


A Renner tá com uma seleção de casacos bem legal. Eu selecionei dois que gostei muito. O primeiro é esse maxi cardigã, com carinha 70s, super charmoso e com preço ótimo.


O segundo é esse sobretudo super quentinho e com um jeitinho bem jovem por conta da gola que lembra a jaqueta perfecto. Por R$229,00 na Marisa.




Tá tudo muito quentinho e a sua cidade não tem láaaaaa esse frio todo? Tudo bem, dá pra entrar no clima do inverno com um casaquinho como esse do WalkTrendy, todo furadinho, bem leve, mas ainda assim com a cara da estação.


Pronto! Casacos pra todos os gostos e pra todos os invernos.

Ah! E mais tarde tem post sobre o fim de semana lá em Yosemite. Mas, se você já tá curiosa, pode olhar a cobertura que eu fiz lá no Instagram @mourajo.

Alegrias pro fim de semana

Comenta aqui!
Dando um pulinho aqui só pra avisar que amanhã estaremos a caminho de Yosemite. Se essa palavra não te lembra nada, ou se lembra mas você não sabe o que, eu te dou a dica: Zé Colmeia.

Sim! Yosemite é o famoso parque nacional onde moravam Zé Colmeia e Catatal. Na verdade, trata-se de um parque florestal gigantesco que fica a apenas três horinhas de carro daqui de SF. Como segunda-feira é feriado por aqui, resolvemos pegar a estrada e ir lá conhecer.

A previsão to tempo não é das melhores (teve gente falando pra gente se preparar que era capaz de dar uma nevadinha). Mas a verdade é que a mala tá bem equipada e eu tô bem animada. E não tinha como não ficar. Basta jogar Yosemite no Google Images e dar de cara com essa belezura toda.

Vou tentar postar por aqui no finde, mas a verdade é que preciso da colaboração da internet. Por isso, quem quiser acompanhar a viagem todinha sem perder nada, pode entrar lá no @mourajo no Instagram ou começar a me seguir lá no Snapchat (o meu perfil é o jojouasz). Acho que assim a gente fica bem coberto!

Dito isso, eu espero que vocês tenham um finde desses bem delícia. Pra ajudar, eis aqui uma listinha de 8 alegrias pra dar o start no sabadão com o pé direito.



1. Esse vídeo da Amanda Seyfried (fofolinda!) e o melhor amigo dela.

2. Esse dueto fofo da Liv Tyler com o papai Steven Tyler.

3. Esse suflê de Nutella que só precisa de Nutella e ovo (ou seja, dá pra fazer nesse exato momento porque tem TUDO ISSO aqui em casa).

4. Esses croquis de possíveis vestidos do casamento da Lady Gaga (haja extravagância!).

5. Esses tuítes da Ivete (esse é velho, mas eu sempre morro de rir lendo).

6. Esse vídeo sobre como seria se dois melhores amigos viajassem de férias e agissem como meninas. Hilário.

7. Essa lista de 100 lugares pra conhecer no Brasil (e eu aqui cheia de saudade).

8. Esse EP da Lila (minha cunhadinha), cheio de músicas gostosas de ouvir.

Bom finde, gente!!!

Sexy pero no mucho

Comenta aqui!
Ontem à noite fui num showzinho demais da conta de um cara que tá começando a aparecer bastante por aqui. O nome do moço é Fantastic Negrito, ele é de Oakland (aqui do lado, atravessando a Bay Bridge) e faz um som cheio de blues, gostoso mesmo de ouvir. Se quiser dar uma conferida, tá aqui um pouquinho do trabalho do moço.

O show foi num lugarzinho, aqui perto de casa, chamado The Boom Boom Room, e eu recomendo demais pra todo mundo que vier pra São Francisco, dar uma olhadinha na programação deles porque tem showzinhos legais praticamente todos os dias. O lugar todo é pequeno, palco baixo, você fica ali do lado dos músicos. Uma delícia.

Bem, saí no fim da tarde pra resolver umas coisinhas e fui direto, então, o look tinha uma cara meio dia, meio happy hour com uma pitadinha sexy porque, né? Quinta à noite com o gatinho.

E eu adoro esse look porque acho ele sexy na medida.Vestido curto com pernas de fora + blazer oversized bem desestruturado =  o balanço exato do mostra-esconde que acho que dá tão certo.


Outra coisa legal que gosto aqui é a brincadeira com as cores. Como o evento era bem descontraído (e, quando eu saí de casa ainda tava claro), preferi fugir de tons mais escuros (cinza, preto) e optei pela combinação bem contrastante entre o nude do vestido e esse tom meio telha do blazer. E foi legal chegar lá no showzin e ver todo mundo de preto e eu lá, bem mais alegre.


Agora pensando, bem podia ter usado o óculos novo (aquele nude que mostrei ontem)! Bem, fica pra próxima!

Créditos:

Vestido: C&A
Blazer: Zara
Bota: Urban Outfitters
Cinto: Marc by Marc Jacobs
Óculos: Zero UV

As minhas comprinhas na ZeroUV

Cês sabem que eu adoro comprar pela internet. Acho barato, prático e libertador, pra falar a verdade. Isso porque a gente não precisa se limitar às lojas do nosso bairro, da nossa cidade e até mesmo do nosso país. Um mundo de estilos, marcas e possibilidades a um clique de distância.

Fora isso, receber uma encomenda em casa sempre me dá aquela sensação deliciosa de estar recebendo um presente (bem o contrário de quando eu recebo a fatura do cartão).

Pois bem, semana passada comprei três oclinhos no meu site preferido de óculos, o ZeroUV. Hoje, cheguei em casa e, dentro da caixa de correio, lá estava a minha caixinha de "presente". E cá estou eu pra msotrar as aquisições, lindas e baratinhas, do jeito que a gente gosta.

Número 1: ele é igualzinho a um que eu já tenho (e que tá anda sozinho). O antigo era preto, o novo é nude.



Por 9,99 doletas, aqui ó.


Number 2: eu tava doida atrás desse óculos. Achei essa armação grossa com lente espelhada muito da estilosa. Ah, e tem várias cores de lente disponíveis.



Também por 9,99 Obamas, aqui.


Number 3: tava faltando um óculos branco na minha vida. Eis que. O mais fofo é a textura de couro da armação. Ah! E tem em preto, animal print e madeira também!


Por $10,95, aqui.


Eita que esse final de semana vou usar TODOS.